NEFERTITI

| início | actualidades | o espectáculo | participantes | contactos | créditos |
  particiantes > indice > anterior > seguinte


ALEXANDRE COELHO - design iluminação

 

 
 

Lisboa, 1965. Vocacionado para o tratamento da imagem do espectáculo nas artes performativas, é sobre uma das suas componentes, a iluminação, que desde 1989 desenvolve a sua actividade essencial como designer, operador e docente. Participa, igualmente, em diversas produções de espectáculos de música, teatro, audio-visuais, instalações e acontecimentos culturais.

Entre os seus trabalhos no âmbito da música, destacam-se: Adufe de José Salgueiro (Expo'98 e tour 99); Corvos (Parque das Nações); Rio Grande (Tour 97); Danças Ocultas; Rodrigo Leão & Vox Ensemble (Tour 95); Madredeus (Alemanha, Bélgica; Londres); Delfins (Ser Maior Teatro da Trindade); Resistência (Zenith Paris, Aula Magna); Vitorino (CCB); António Pinho Vargas (Jazz em Agosto FCG, Coliseu Porto e Lisboa).

No campo teatral, participou nas seguintes peças:«Tempo de Cante, Vinho e Paixão», de Julieta Santos e Luís Cruz; «Bom Dia Benjamim», de António Feio (CCB 98); «Cenas de uma Execução», de S. José Lapa e Alberto Lopes (TNDMII 98); «Despir a que está nua», de S. José Lapa (CCB 95); «Frágil! Frágil!», do Atelier de Teatro (Estrela 60, S. Luiz, Porto, Frágil); «Ode Marítima», de Alberto Lopes (Luxemburgo, Bélgica, Almada, Porto, Teatro Maria Matos, Mérida, Setúbal).