NEFERTITI

| início | actualidades | o espectáculo | participantes | contactos | créditos |
 o espectáculo > descrição > anterior > seguinte


Utopia e paixão, numa época desapaixonada e sem utopias.

Nefertiti é especialmente conhecida como símbolo da beleza feminina e do estético por excelência. Foi a esposa do faraó Ahkenaton e o que se conhece do seu reinado constitui um dos momentos mais interessantes da história do Egipto e também da humanidade.

O drama-musical Nefertiti é a recriação contemporânea de uma história intemporal: a história de uma fidelidade que tem como reverso a história de uma infidelidade; a história de um projecto utópico numa cidade utópica; o destino trágico de uma mulher que se manteve fiel a uma paixão e que não cedeu a outras razões mais poderosas.

À personagem de Nefertiti, na recriação dramatúrgica do espectáculo, sobrepõe-se o mito de Prometeu, forçando uma certa similiaridade no destino trágico de ambas as personagens.

A ópera-teatro Nefertiti é um projecto multimedia e mixedmedia interactivo que envolve novas tecnologias digitais (som, imagem e performance) para as artes do espectáculo, estreará no Teatro da Trindade, em Lisboa, em Janeiro de 2000 e contará com as interpretações dos actores São José Lapa e Rogério Vieira e dos cantores Lúcia Lemos (soprano), Catarina Molder (meio-soprano) e Manuel Brás da Costa (contratenor), para além de um coro misto de oito figuras e de orquestra.